Como se hospedam os argentinos em férias

11 de Fevereiro de 2016

Que os argentinos amam Santa Catarina, todos já sabiam. Mas fazia um bom tempo que eles não vinham em tão grande quantidade e para ficar tanto tempo. Ou, o que é melhor para quem vive do turismo, para gastar tanto.

Em Florianópolis, um dos locais que mais atrai os turistas do país vizinho é a praia de Canasvieiras. O verão no bairro do Norte da Ilha é, obrigatoriamente, bilíngue. Nos mercados, nas calçadas, nas lojas, nos hotéis, na praia; eles estão em todos os lugares, talvez em número maior que o de brasileiros. Talvez por isso não tenha sido difícil encontrarmos alguns deles para saber um pouco mais quais são suas preferências de hospedagem e como passam seu tempo aqui no Brasil.

Era por volta das 10h da manhã e a família Lopes, de Buenos Aires, já estava bem instalada na praia, perto da entrada principal de Canasvieiras. Esta é a segunda vez que vêm ao Brasil, mas a primeira que decidem passar férias no litoral catarinense. Como muitos de seus conterrâneos, usaram o carro da família para percorrer os mais de 1,4 mil quilômetros entre a capital argentina e Florianópolis. Eles preferiram ficar em um hotel, que reservaram há vários meses.

Praticamente ao lado deles, estava a família Guareschi, que veio de Santa Fé. Juan, o pai da família, até se arrisca no português, já que esta é nada menos que a 10ª vez que ele passa férias no Brasil. Eles também vieram de carro e preferiram ficar num hotel, principalmente por causa da comodidade de ficar perto da praia e de não ter que se preocupar com nada. Em outras oportunidades eles já alugaram imóveis para a temporada, sempre direto com os proprietários através de contato telefônico ou via email.

Por fim, encontramos um grupo de cinco amigos de Corrientes. Os jovens de 20 e poucos anos vieram de ônibus para curtir o verão de Santa Catarina. Segundo Marcelo, eles foram previdentes e entraram antecipadamente em contato com uma imobiliária da região e alugaram um apartamento para passar a temporada. “Queríamos garantir com tranquilidade nossas férias”, disse o jovem, que estava ansioso para saber como seria o famoso Carnaval brasileiro.

Nós falamos com algumas imobiliárias da região e eles confirmam que a maioria dos aluguéis para argentinos são de pessoas que fizeram antecipadamente suas reservas. Tem sido muito raro o cliente de última hora que entra para fazer negócio. “Eu estou praticamente trabalhando só com as reservas antecipadas. Faz dias que não fechamos um negócio com alguém que chega de viagem e procura a imobiliária”, diz a Corretora de Imóveis Maria Helena Born.

Rua Trajano, 279. Edifício Trajanus, salas 101 e 102. Centro. Florianópolis | SC - CEP: 88010-010

CNPJ: 82.894.098/0001-32

Horário de funcionamento na sede: de segunda a sexta, das 9h às 18h.