Setur apresenta resultados da Operação Presença

Por Assessoria de Comunicação CRECI-SC

14 de Abril de 2016

                A secretária de turismo de Florianópolis, Zena Becker, apresentou na manhã desta quinta-feira, 14 de abril, os resultados da Operação Presença. Na ocasião estavam reunidos representantes dos diversos órgãos públicos e privados que fizeram parte da operação que atuou na temporada de verão 2015/2016 na Capital, entre eles o CRECI-SC, representado pelo coordenador de fiscalização, Edson Thrum.

                A primeira constatação é de que a última temporada foi uma das melhores dos últimos tempos, principalmente por causa da grande presença de estrangeiros e de brasileiros que deixaram de buscar destinos fora do país. Segundo a secretária, mesmo com este grande fluxo de turistas, que acabam triplicando a população da cidade, os serviços funcionaram bem e atenderam satisfatoriamente cidadãos e visitantes.

                Uma das razões para o bom funcionamento da Operação, de acordo com Zena Becker, é a coordenação entre órgãos, que acabam realizando operações conjuntas, facilitando assim o trabalho dos agentes e as possíveis regularizações por parte dos empresários. “Nós não deixamos de fiscalizar e cobrar, muito pelo contrário. Mas quando a ação é conjunta fica mais fácil de organizar e o empresário também já sabe tudo o que precisa fazer para deixar seu negócio 100% reregular”, explicou a secretária.

                Apesar de considerar o resultado da operação positivo, foram destacados dois grandes problemas que precisam de atenção especial para o próximo ano: a balneabilidade das praias e o elevado número de ambulantes irregulares.

                A poluição registrada principalmente no Norte da Ilha teve um impacto muito negativo na imagem do município. A atenção que a imprensa deu ao caso e a repercussão que o tema atingiu podem ter sido exageradas, ponderou a secretária, mas isso não esconde o problema. Neste quesito, uma das considerações feitas envolve o número excessivo de pessoas que ocupam os imóveis de aluguel durante a temporada, o que acaba inviabilizando o sistema de tratamento de esgoto.

                Neste caso, o CRECI-SC atuou fiscalizando principalmente aqueles que atuam nas ruas dos balneários, conhecidos como “plaqueteiros” ou “chaveteiros”. Ao todo foram lavrados 72 documentos contra pessoas não inscritas no CRECI-SC e que estavam exercendo de forma ilegal a profissão de Corretor de Imóveis. Destes, 17 resultaram em denúncia no Ministério Público por serem reincidentes nesta prática. “Mais uma vez realizamos nossa missão, que é garantir a boa prática dos Corretores de Imóveis inscritos e coibir o exercício ilegal da profissão”, disse Edson.

                Ficou definido que em julho já começam os preparativos para a próxima temporada com o planejamento e definições de metas e ações conjuntas. 

 

Rua Trajano, 279. Edifício Trajanus, salas 101 e 102. Centro. Florianópolis | SC - CEP: 88010-010

CNPJ: 82.894.098/0001-32

Horário de funcionamento na sede: de segunda a sexta, das 9h às 18h.