Autorizado o ingresso forçado em imóveis para combater o aedes aegypti

Por Assessoria de Comunicação CRECI-SC

18 de Julho de 2016

A Prefeitura de Florianópolis publicou um decreto autorizando os agentes da Secretaria de Saúde a realizarem o ingresso forçado em imóveis abandonados ou desocupados a fim de combater o mosquito aedes aegypti.

Por isso, os responsáveis pela fiscalização estão pedindo às imobiliárias que alertem seus clientes para a necessidade de manter os imóveis em condições que evitem depósitos de água e favoreçam a proliferação do mosquito. “Diante da necessidade de somar esforços no combate às doenças transmitidas por mosquito, solicita-se que as imobiliárias alertem seus clientes ou adotem providências sanitárias para manter a salubridade dos imóveis fechados”, explica o Chefe do Departamento de Combate a Endemias da SMS, Carlos Gonçalves Gil.

Para que seja autorizado o ingresso forçado, o fiscal deve fazer duas vizitas, com intervalo de 10 dias entre elas, onde deve afixar um comunicado informando da visita e da necessidade de realizar uma vistoria de combate a focos do mosquito.

Com o frio, diminui a proliferação do mosquito, evitando o surgimento de novos casos das doenças transmitidas por ele (dengue, zika e chikungunya). Para os representantes da Vigilância Epidemiológica, este é o momento ideal para combater os focos do mosquito, evitando que ele reapareça com força no próximo verão.

Em Florianópolis, a região continental é responsável pelo maior número de focos do mosquito, sendo que apenas até março deste ano tinham sido identificados 141 criadouros. 

 

Rua Fúlvio Aduci, 1214. 10° andar - Estreito, Florianópolis | SC - CEP: 88075-001

CNPJ: 82.894.098/0001-32

Horário de funcionamento na sede: de segunda a sexta, das 9h às 18h.