Entrevista com o fotógrafo Diego Ramos, que dá palestra e curso em Balneário Camboriú

14 de Junho de 2016

            Esse mês o fotógrafo Diego Ramos vem a Santa Catarina, mais especificamente Balneário Comboriú, para dar uma palestra e um curso sobre sua especialidade: fotografia imobiliária.

            O provérbio “Uma imagem vale mais do que mil palavras” nunca foi tão válido quanto nos os dias atuais, onde o uso de imagens, principalmente na internet, é uma importante ferramenta de comunicação entre Corretores de Imóveis e clientes.  Pesquisas indicam que anúncios que usam preferencialmente esse recurso ganham mais atenção dos consumidores. Os dados mostram ainda que os usuários da internet compartilham 125 bilhões de imagens por ano e todos os dias, 300 milhões de imagens são postadas no Facebook.

            A internet é a forma mais utilizada por quem procura comprar, vender ou locar imóveis. Mais de 80% dos compradores buscam primeiro na internet estas referências. A fotografia no mercado imobiliário tem sido tão importante que o número de profissionais que buscam nos cursos de fotografia um diferencial para atrair negócios, vem aumentando significativamente. 

            O CRECI-SC conversou com o fotógrafo Diego Ramos fundador da empresa Fotografia Imobiliária, que é uma das pioneiras no setor, para saber mais sobre como a fotografia é uma importante ferramenta para o mercado imobiliário e como elas ajudam ou prejudicam a venda de um imóvel.

 

PERGUNTAS:

Você fotografa imóveis há 12 anos. Durante todo esse tempo podemos dizer que a fotografia imobiliária ganhou mais atenção por causa das redes sociais? O que mudou nesse período?
As imagens tem ganhado muito mais destaque em redes sociais e meios online como um todo. A primeira coisa que chama atenção sempre foi e sempre será, uma imagem, pois tem o notório poder de comunicar inúmeras mensagens, sem qualquer palavra. Em países como Austrália, Estados Unidos, Canada e Inglaterra por exemplo, existem muitas empresas como a nossa aqui no Brasil, que fotografam os imóveis para os corretores, imobiliárias e clientes. Aqui no Brasil, onde infelizmente frente a mercados imobiliários mais evoluídos, como os que citei, a fotografia de imóveis ainda não é vista como necessidade básica.

 

É preciso que o corretor tenha uma maquina fotográfica profissional ou ele pode fazer boas fotos através de seu celular?
É preciso, necessário que ele tenha uma câmera, mas não há obrigação de que seja profissional. Sobre o celular, bom... ele é, como posso dizer, excelente para... destruir um anuncio rapidamente! É importante você saber que a lente que vem nos smartphones é extremamente limitada, bem como a ausência de recursos apurados para a iluminação adequada. Relembre agora: você já fez com seu celular a foto de uma sala que era muito bonita, grande e bem iluminada, mas que na fotografia parecia menor e escura? Então, perceba que isso aconteceu por não ter disponível esses recursos básicos que mencionei acima. A câmera fotográfica é de fato uma ferramenta essencial para o corretor de imóveis utilizar em seus agenciamentos e captações. As câmeras que tem melhor custo benefício, pelo tamanho, peso e qualidade nos recursos, além de lente grande angular, são as Mirrorless e as Semi-Profissionais. O investimento varia de R$ 1.100,00 até R$ 2.600,00 em grande parte dos modelos.

 

A compra de um imóvel começa pelos olhos. Mesmo não sendo fotógrafo profissional como o corretor de imóveis pode captar boas fotos?
Primeiro de tudo, deve entender o que sobre comportamento, sensações e decisões. Perceba você, que a imagem é uma informação visual, que comunica com muita eficácia uma série de dados, os quais serão avaliados pelo futuro cliente e que após fazer isto, rapidamente, decidirá se vai ou não visitar este imóvel. Se não visitar, a venda não acontecerá.

''A informação visual chamada de fotografia, nos anúncios imobiliários, exerce impacto ativo para resultados desejados ou não. Tem início muito antes do clique e só termina sua função quando a venda acontece''. 

 

Quais suas principais dicas?

 

Baseio as informações essenciais no que chamamos de PILAR FOTOS QUE VENDEM, ou seja, existem 04 pontos principais para uma boa fotografia e são eles:


01 - Organização
Imagine seu futuro cliente, olhando a sala toda bagunçada ou até mesmo o banheiro com toalhas e roupas intimas perduradas. Gostou da imagem? Eu sei que não e ninguém irá! Por este motivo, antes de começar a fotografar, organize as peças que irá fotografar. A organização básica deve ser uma premissa para iniciar bem sua captação. Dica: quando marcar sua visita com o proprietário / morador, já peça para ele que deixe os ambientes limpos e organizados. Também para evitar alguma objeção no local, comente que se ele (cliente) não tiver tempo, você mesmo o fará, afinal, sua função é colaborar para a venda ou locação. Certo?!


02 – Iluminação
Ambientes organizados = ok! Agora é hora de abrir todas as janelas, acender todas as luzes e o mais importante, regular bem os recursos de iluminação de sua câmera, como por exemplo: obturador, diafragma, EV e ISO. Talvez você que está lendo este artigo já tenha se capacitado através do nosso Curso 100% Online de Fotografia Imobiliária (http://fotografiaimobiliaria.com.br/blog/ead  ), mas caso ainda não tenha se inscrito e estudado conosco, tenha certeza que lá, saberás manusear perfeitamente estes recursos. Sobre a iluminação, lembre-se que não existe a fórmula mágica, mas que o bom senso na hora de saber qual a melhor tonalidade ou intensidade, sempre é a melhor opção.

03 – Enquadramento
Opa, mas de onde fará a fotografia? Do ângulo que mais favorecer o ambiente e você pode descobrir isso usando algumas técnicas. Uma delas é a Regra das 03 Paredes. Consiste em tentar enquadrar horizontal ou verticalmente, 03 paredes ou até mesmo, piso + parede + teto em uma mesma proporção. Lembre-se que a fotografia comunica, é uma informação visual muito eficaz e quanto mais conseguires comunicar com uma única imagem, melhor para quem estará do outro lado da tela avaliando o imóvel e decidindo se irá ou não visitar.

04 – Foco
Sim sim, ‘’foco no trabalho’’ é importante, mas agora estamos falando do foco da sua fotografia. Isto pode ser muito simples de ser feito, porém, se não tiveres os cuidados a seguir, corre o risco de estragar todo a captação/ agenciamento. Vamos lá:
- Defina o local que fará a fotografia ( lugar que decidiu enquadrar);
- Regule os recursos de iluminação antes de clicar;
- Segure firme a câmera, que não pode tremer no momento da fotografia;
- Aperte levemente o botão de disparo e neste momento, possivelmente um sinal sonoro (bip) será disparado bem baixinho e/ou até mesmo, luzes verdes no canto superior esquerdo/ direito ou no centro da tela aparecerão...

Depois disso, você continua o apertar do botão e finaliza o click. Muita coisa? Tranquilo, resumindo:
Quando você aperta até a metade o botão do click, a câmera faz o foco, que é medido pelo sensor através de onde você está. Sobre o bip ou piscar das luzes verdes, é o sinal da câmera para você fazer a foto que o foco está pronto. Isso acontece muito rápido, ok? Fique atento que tudo dará certo, pode confiar!

‘’ A boa fotografia é o terno e gravata do seu imóvel’’
 

Rua Trajano, 279. Edifício Trajanus, salas 101 e 102. Centro. Florianópolis | SC - CEP: 88010-010

CNPJ: 82.894.098/0001-32

Horário de funcionamento na sede: de segunda a sexta, das 9h às 18h.